História da Liga Nacional de Taekwondo

O Taekwondo brasileiro passou por intensas mudanças com o surgimento de outra entidade de administração nacional da prática da modalidade, a União Brasileira de Taekwondo (UBT) em 08/08/1994; sua criação foi possível baseada na Lei Zico, Lei nº 8672 e regulamentada pelo Decreto Federal 981 de novembro de 1993, pelo presidente Itamar Franco.

Na ocasião da realização do World Open 1993, do GM. Kang, Curitiba (PR), reuniram-se os integrantes da nova geração com vasta experiência do TKD nacional: mestres Sobrinho (GO – o brasileiro mais graduado), Yeo Jin Kim (SP – ex-técnico da seleção nacional e membro da família introdutora da modalidade no Brasil), Paulo Ribeiro (SC – ex-atleta da seleção) e Marcos Vinícius (RS – liderança gaúcha). A finalidade era propor uma mudança técnica e administrativa na gestão da Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD); na época, o presidente da CBTKD era a autoridade máxima; sua palavra representava a decisão final; assim as reivindicações eram inúteis. Porém, Yeo Jin Kim que passou pela direção técnica da CBTKD e da Federação Paulista de Taekwondo (FPT) foi determinante para se opor à situação, pois acreditava que a mudança era possível.

Por meio desse decreto-Lei, a primeira entidade a se beneficiar e se cadastrar no Ministério dos Esportes em Brasília foi a Confederação Brasileira de Artes Marciais e Esportes de Contato (COBRAM), onde Yeo Jin foi convidado para o cargo de diretor-técnico e, sucessivamente a UBT, o mesmo preencheu o departamento de Taekwondo, pois esta foi constituída como uma entidade oficial, com eventos de títulos legítimos na esfera estadual e nacional.

O foco central do crescimento da modalidade se deu no Estado de São Paulo, na sede da Academia Liberdade, a 1ª academia de taekwondo no Brasil, dirigida então por mestre Yeo Jin. E sua decisão em criar uma entidade opositora à CBTKD recebeu oposição até mesmo da própria família, que acreditava que a mudança poderia ocorrer dentro da própria entidade nacional já existente. Eles acreditavam que era só uma questão de tempo. O que infelizmente não aconteceu até 2008, ao longo de três décadas.

Para Yeo Jin, que era administrador de uma bem-sucedida academia, com mais de 1000 alunos pagantes mensalmente, não foi tão difícil superar as ameaças e punições impostas pela CBTKD e suas federações estaduais (á época), obtendo várias vitórias na Justiça, inclusive com direito a indenização.

Com seu crescimento agressivo em âmbito nacional, foi criada a Confederação Brasileira de Taekwondo Interestilos (CBTI), no dia 8 de agosto de 1996 com a integração de 21 estados do Brasil. Suas maiores conquistas se deram com: a realização de um evento conceituado a nível internacional, criação do Taekwondo Duplas, uma luta de muita ação que a própria WTF aderiu alguns de seus regulamentos, o concurso da Miss Taekwondo (identificar a prática com beleza feminina), e o TKD recreativo que foi base de sustentação na introdução da modalidade nas escolas, além da conquista do bolsa atleta federal e estadual. Para sustentação institucional foi criada em São Paulo, a Federação Mundial de Taekwondo Interestilos (WTIF), no dia 24/07/1999 com a participação de oito países.

Em 06/01/2000, foi criada a Liga Nacional de Taekwondo (LNT) com a intenção de trabalhar em parceria com a CBTKD, pois todos os atletas e técnicos têm o sonho olímpico em mente. Era o momento de recuar e atender aos anseios de seus filiados e se aproximar da CBTKD; prova disso, que os três atletas que eram filiados a UBT-CBTI-LNT representaram o Brasil nos Jogos Pan Rio 2007 (Carlos Izidoro-RS, Leonardo Santos-GO e Debora Nunes-RS), inclusive conquistada uma medalha de bronze.


Apesar dos esforços de aproximação, hostilidades à parte, foi em vão a união, pois o grupo da LNT acredita na evolução do TKD Brasileiro com a mudança da diretoria. Pois Yeo Jin contribuiu para que ocorressem mudanças na política interna da entidade com a sua candidatura e como interventor da CBTKD.

No mês de março de 2009, foi realizada uma eleição na CBTKD (Confederação Brasileira de Taekwondo) na cidade do Rio de Janeiro – RJ, onde GM Jong Roul Kim foi eleito com apoio essencial da LNT, sendo o GM Yeo Jin nomeado Diretor de artes marciais, eventos e cursos e o GM Atila Torres (BA) para Diretor de competição. A LNT exerceu seu voto de decisão, porém no mês de dezembro de 2009, a maior parte dos dirigentes estaduais decidiu pela exclusão da nossa entidade no quadro da CBTKD, um equívoco que intensifica as divergências e divide o TKD Nacional.

Nos dias 2 a 4/07/2015, a LNT e a FETESP (Federação de Taekwondo do estado de São Paulo) realizaram a anistia de faixas pretas e mestres, juntamente Kukkiwon, o órgão máximo mundial na graduação de pretas sendo um evento de grande sucesso.

Atualmente a CBTKD passa por um momento extremamente conturbado sofrendo diretamente com vários processos judiciais e dívidas financeiras. Devido a estes problemas, logo após das Olimpíadas Rio 2016, o Poder Judiciário do Estado do Rio de Janeiro – TJRJ determinou o afastamento de toda a diretoria da Confederação.

O presidente da Liga Nacional de Taekwondo, GM. Nilton dos Santos (PE) acredita na futura união das entidades nacionais e o crescimento com a harmonia necessária; para isso basta a consciência e boa vontade dos dirigentes de que o cargo não deve servir para fins pessoais e sim benefício ao esporte.

A LNT mantém uma filosofia interessante com mais de 300 trabalhos de inclusão social no Brasil. Em 2011, no Estado de São Paulo, a LNT iniciou o Projeto TKD Cultivando São Paulo – Fase I, com aproximadamente 1400 alunos nos 10 núcleos, considerado um dos maiores do Brasil na área de artes marciais. E em seguida implantou o Projeto Revelando Talentos no Interior – Fase I, para atender mais de 700 alunos. Em 2014, a LNT mantém juntamente com o governo do estado de SP, os Projetos:

  • TKD Cultivando SP,
  • União de TKD,
  • Revelando Talentos no Interior,

somente no Município de São José dos Campos agrega por volta de 2.500 jovens nas aulas de TKD social. Atualmente calcula-se mais de 20.000 alunos inseridos no programa de inclusão da LNT em todo território nacional.

A LNT tem tomado o rumo certo, ao incentivar a realização constante de cursos de capacitação dos instrutores e mestres, durante a realização de eventos internacionais e nacionais, onde a LNT e a organização oferecem hospedagem e alimentação gratuita aos mestres, para que possam participar dos cursos e dos eventos realizados, além de promover intercâmbio com as universidades Han Zhong (Coréia), Chosun (Coréia) e AMTA – American & Mexican Taekwondo Association. E não para de lançar novas modalidades, o último foi apresentação de 10 chutes artísticos e TKD Circuito.

A existência da LNT deve-se aos 27 estados representantes fortes e, a maior parte deles participa dos eventos nacionais e internacionais com apoio de órgãos públicos ou privados. Um dos pontos mais positivos é que a palavra democracia é levada realmente a sério, as suas reuniões são decididas pela maioria, sem intervenção do interesse dos gestores. Mesmo assim seu segredo de sustentabilidade é a inovação constante dos seguintes temas: pedagógico, administrativo, filosófico, científico, técnico e humildade do seu gestor.

O nosso desafio (da LNT) é manter a hegemonia de ser maior entidade na formação de base, faixas pretas e projetos sociais.

Nilton José dos Santos
Presidente

O único medalhista olímpico de TKD no Rio 2016, atleta Maicon de Andrade, foi nosso atleta de base (campeão brasileiro 2012-Atibaia/SP), na cidade de Santa Luzia (Ms. João Batista) no Estado de Minas Gerais.

A última eleição dos dirigentes da Confederação Brasileira de Taekwondo, realizada no dia 24 de abril de 2017, a LNT exerceu seu voto na eleição e foi homologada pela juíza Adriana Sucena Monteiro Jara Moura, no Rio de Janeiro (RJ). Os atletas que representando a LNT participaram o IV Campeonato Brasileiro de Taekwondo – Poomse da CBTKD, nos dias 7 e 8 de outubro de 2017, na cidade de Caldas Novas (GO), tendo ótimos resultados.

Em Julho/2018, foi realizado o Pan Americano de Poomsae na cidade de Spokane – USA. A Seleção Brasileira participou com 21 atletas, sendo 9 da LNT, e 2 Técnicos, sendo 1 técnico da LNT. Nesta competição, 2 atletas da LNT não conseguiram participar.

No Campeonato Brasileiro de Poomsae 2019 da Confederação Brasileira de Taekwondo (CBTKD), realizada nos dias 03, 04 e 05 de agosto de 2018, na cidade de Cascavel (PR), os atletas da LNT obtiveram:

  • Rafael Higuchi (Tkd Maninho – SP) Vice Campeão Juvenil Par, Campeão Juvenil Equipe;
  • Gabriela Higuchi (Tkd Maninho – SP) Vice Campeã Juvenil Par, Vice Campeã Juvenil Individual;
  • Thiago Keity (Tkd Maninho – SP) Campeão Sub30 Equipe, Vice Campeão Sub30 Individual;
  • João Fontoura (União Olímpica – RS): campeão cadete individual e campeão cadete par;
  • Guilherme Griebler (União Olímpica – RS): vice campeão cadete individual e vice campeão cadete par;
  • Gabriela Bezonhin (União Olímpica – RS): vice campeã cadete individual e vice campeã cadete par;
  • Karoline Rubaski (União Olímpica – RS): campeã juvenil individual e campeã juvenil par;
  • Geibson Marek: vice campeão sub 40 individual;
  • Viniccius Gregorucci (Instituto Mestre Cho – SP) Vice campeão Sub40 Individual, Vice Campeão +17 Individual Free Style Individual, Campeão +17 Equipe Free Style; e
  • Daniela Alencar (SP) Campeã Individual +17 Free Style.

1. Faltou o nome da atleta Ana Carolina Modenese (TKD Rodrigo Fura/Registro-SP), medalha de bronze no Poomsae juvenil individual reconhecido
Copa do Brasil de Poomsae 2018;

E nosso eterno desafio: Garantir o Sucesso de cada academia e entidades integrantes, através da formação do cidadão consciente!

Nilton José dos Santos
Presidente

Na Copa do Brasil 2018 da CBTKD, os atletas da LNT tiveram os seguintes resultados:

  • Rafael Higuchi (Tkd Maninho – SP) Campeão Juvenil Par , Campeão Juvenil Equipe;
  • Ana Carolina Modenese (TKD Rodrigo Fura/Registro-SP) Broze;
  • Gabriela Higuchi (Tkd Maninho – SP) Campeã Juvenil Par, Campeã Juvenil Individual;
  • Thiago Keity (Tkd Maninho – SP) Campeão Sub30 Equipe, Vice Campeão Sub30 Individual;
  • João Fontoura (União Olímpica – RS): campeão individual e campeão par;
  • Guilherme Griebler (União Olímpica – RS): vice campeão individual e par;
  • Gabriela Bezonhin (União Olímpica – RS):vice campeã individual e par;
  • Viniccius Gregorucci (Instituto Mestre Cho – SP) Vice campeão Sub40 Individual, Campeão Individual Free Style Individual, Campeão Equipe Free Style; e
  • Daniela Alencar (SP) Campeã Individual Free Style Individual, Campeã Equipe Free Style.

Em Novembro/2018, foi realizado o Maior Campeonato Mundial de Poomsae. Foram 1274 atletas de 59 países. A Seleção Brasileira participou com 24 atletas, sendo 8 atletas da LNT, e 3 Técnicos, sendo 2 técnicos da LNT (Incluindo o Head of Team). Nesta competição, os 3 atletas da LNT não conseguiram participar.

Em 2018, LNT nos eventos internacional e mundial, obteve seguintes resultados:

Resultados Internacionais.

No Pan Americano Open 2018:

  • Rafael Higuchi (Tkd Maninho – SP) 8º Lugar Cadete Individual , Vice Campeão Cadete Equipe(Open);
  • Gabriela Higuchi (Tkd Maninho – SP) 6º Lugar Juvenil Individual (Open);
  • Thiago Keity (Tkd Maninho – SP) Semi-Finalista Sub30 Par;
  • João Fontoura (União Olímpica – RS): Campeão Cadete par, vice campeão Cadete equipe;(Open);
  • Guilherme Griebler (União Olímpica – RS): vice campeão cadete equipe, 3° lugar cadete par; (Open);
  • Gabriela Bezonhin (União Olímpica – RS): 3° lugar cadete par.(Open);
  • Karoline Rubaski (União Olímpica – RS) 5ª Lugar Juvenil Individual (Open);
  • Cláudio Rodrigues (Arujá SP) 3º +17 Individual Free Style, 3º Sub50 Individual (open) , 2º +17 Individual Free Style (open); Técnico: Ms. Liandro Pimentel (União Olímpica – RS).

No Mundial 2018 – Taipei:

  • Rafael Higuchi (Tkd Maninho – SP) Semi-Finalista Cadete Equipe , Semi-Finalista Cadete Individual;
  • Gabriela Higuchi (Tkd Maninho – SP) Semi-Finalista Juvenil Equipe; Thiago Keity (Tkd Maninho – SP) Semi-Finalista Sub30 Par;
  • João Fontoura (União Olímpica – RS) Semi-Finalista Cadete par, Semi-Finalista Cadete equipe;
  • Guilherme Griebler (União Olímpica – RS): Semi-Finalista cadete equipe;
  • Gabriela Bezonhin (União Olímpica – RS): Semi-Finalista cadete equipe;
  • Karoline Rubaski (União Olímpica – RS) Semi-Finalista Juvenil Equipe, Semi-Finalista Juvenil Par.
  •  

Técnicos: Ms Claudio Higuchi – Head Of Team (tkd Maninho SP); e Ms. Liandro Pimentel (União Olímpica – RS).

O nosso desafio (da LNT) é manter a hegemonia de ser maior entidade na formação de base, faixas pretas e projetos sociais.

E nosso eterno desafio: Garantir o Sucesso de cada academia e entidades integrantes, através da formação do cidadão consciente!

Nilton José dos Santos
Presidente

.

Escrito por Brasil Taekwondo